12 celebridades jogam a real sobre o poder da terapia

Atualizado: 23 de Nov de 2018

Chega de falar mal de terapia.


Buscar ajuda para tratar de saúde mental não é apenas vital, mas também pode melhorar drasticamente a qualidade de vida. Pesquisas indicam que conversar com um terapeuta pode refazer as conexões neurais e também ajudar a encontrar propósito na vida e lidar com os fatores de estresse do dia-a-dia.


Apesar desses benefícios, ainda há uma nuvem de estigma em torno da saúde mental. E é esse tipo de vergonha que muitas vezes impede as pessoas de procurar um terapeuta.


Por sorte, cada vez mais pessoas públicas estão se manifestando a respeito dessa ideia equivocada. Veja algumas das declarações de celebridades que listamos abaixo. Elas são prova de que não há vergonha nenhuma em buscar ajuda.


1. "Pedir ajuda é sempre um sinal de força." - Michelle Obama


Em uma entrevista com a revista Prevention, em 2016, a ex-primeira-dama dos Estados Unidos elogiou o poder de procurar ajuda -- especialmente para veteranos de guerra que podem estar lidando com transtorno de estresse pós-traumático.


"Encontrei vários ex-militares e cônjuges" que estavam hesitantes em pedir ajuda porque achavam que conseguiriam lidar com o problema sozinhos ou que buscar ajuda significava que eles eram fracos", disse ela à revista. "Mas é claro que isso não poderia estar mais longe da verdade ... Nossos militares, veteranos e suas famílias são algumas das pessoas mais corajosas e resistentes que já conheci, e pedir ajuda é sempre um sinal de força."


2. "Meu cérebro e meu coração são realmente importantes para mim. Não sei por que eu não procuraria ajuda para que fossem tão saudáveis ​​quanto meus dentes." -- Kerry Washington


A estrela da série "Scandal" falou sobre terapia em entrevista para a revista Glamour, em 2015. Na entrevista, que também incluiu Sarah Jessica Parker e Obama, ela enfatizou que a razão pela qual ela fala na mídia sobre sua saúde mental é porque sente que o problema deva ser tratado da mesma forma que a saúde física.


"Digo isso publicamente porque eu acho muito importante tirar o estigma da saúde mental", disse ela. "Meu cérebro e meu coração são muito importantes para mim. Não sei por que eu não procuraria ajuda para ter essas coisas tão saudáveis ​​quanto meus dentes. Vou ao dentista. Então, por que eu não iria ao psiquiatra?"


3. "Não é sinal de fraqueza dizer 'preciso de ajuda'" – John Hamm


Hamm discutiu como o tratamento de saúde mental o a enfrentar os desafios da vida, como sua separação da escritora e diretora Jennifer Westfeldt, em entrevista concedida este ano à revista InStyle.


"Cuidados médicos são cuidados médicos, seja para seu cotovelo, para os dentes ou para o cérebro", disse ele à publicação. "E são importantes."